Os novos hábitos de higiene que a pandemia traz para o nosso dia a dia

Se gostou compartilhe!

Por Juliana Cherulli

A minha formação é Arquitetura e Urbanismo, mas os primeiros profissionais urbanistas eram na verdade os médicos sanitaristas que, entre os séculos XIX e XX, perceberam a necessidade de intervenções a serem feitas nas cidades ocupadas de forma desordenada, que estavam sofrendo com as grandes aglomerações causadas pela industrialização e êxodo rural, enquanto a população sofria com os problemas causados pela insalubridade como as epidemias que se alastravam rapidamente.

Surgem aí algumas tentativas de se planejar o território, como fez Haussmann em Paris – as amplas ruas com ventilação de ar e iluminação natural – em Barcelona a muralha medieval foi demolida para que a cidade tivesse espaço para expansão. Nesses e em diversos outros projetos, o objetivo era sanitização da cidade em primeiro lugar. A ideia de ar puro e natureza era algo a ser alcançado.

Podemos esperar que nossos hábitos de hoje também mudem com essa nova epidemia pela qual estamos passando? Sim, mudarão! E, a maioria, em questão, criarão novos hábitos de higiene.

Algumas ideias já estão sendo testadas dentro de nossas casas: como um pequeno hall onde deixamos os sapatos sujos da rua, os casacos e bolsas, para poder separar do espaço higienizado e de atmosfera calma de dentro de casa. Isso já é algo comum no Oriente. Dentro de casa se utiliza chinelos ou pantufas que não são utilizados no exterior. Pode-se deixar um compartimento para colocar os guarda-chuvas, as correspondências e pequenos objetos como as chaves também ficam nesse espaço que separa o interior do exterior.

Outro item que pode vir a ser comum é a implantação de pias na entrada dos estabelecimentos comerciais e de serviço. Pensando em habitações, é possível que, daqui há alguns anos, os projetos contemplem mais os banheiros sociais para abrigar essa pia de higienização, e não somente banheiros junto aos dormitórios que devem ser privativos aos moradores. Ou até mesmo um espaço para pias, mesmo que fora da área privativa do vaso sanitário.

Os pedais no lugar de botões ou telas touch screen também podem começar a ser utilizados em grande escala.

Shopping na Tailândia adota pedais no lugar de botões dentro dos elevadores.

Qual outro item você acha que pode ser diferente daqui há algum tempo? E como você tem feito aí na sua casa? Conta pra gente aí nos comentários!

JÁ SEGUE O SEGURA PELO INSTAGRAM?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *